Você sabe o que é lúpulo? – Cervejaria Farrapos
Home   >  Mídia   >  Você sabe o que é lúpulo?

Você sabe o que é lúpulo?

Que o lúpulo é um dos ingredientes básicos de qualquer cerveja, isso todo mundo já leu nos rótulos. Mas o que é o lúpulo e qual a sua contribuição para o sabor desse baita liquido?

Então, ele é a flor de uma trepadeira! ISSO MESMO! De origem europeia, começou a ser utilizado na produção de cerveja devido às suas propriedades bacteriostáticas, sabor e aroma, aumentando a durabilidade e entregando suas características à nossa bebida.

A magia dessa planta e sua importância na cerveja foi descoberta e desenvolvida há muitos séculos. Antes disso, os cervejeiros usavam vários tipos de ervas e especiarias para temperar suas cervejas, mas nenhuma era tão útil quanto o lúpulo.  Imagina uma cerveja com losna e boldo? Pois é! Bem melhor ficarmos com o lúpulo, que também nos entrega polifenóis e antioxidantes bons pra nossa saúde como um chá deve ser.

Em alguns estilos, esse ingrediente precisa ser discreto, com baixo amargor e aroma lembrando flores e ervas, mais nobres. Já em outros é o personagem principal, amargo, resinoso, cítrico: Essas são as chamadas cervejas “lupuladas”.

Demais, hein? Mas nem tudo do lúpulo serve. Como ele é uma flor em forma de cone, a maior parte dele, que fica por fora como pétalas não tem grande serventia pra cerveja, mas essa florzinha guarda dentro dela a lupulina, que é amarelinho como o pólen e é ela que define as características que o lúpulo vai entregar para a cerveja!

Nos vários estilos de cerveja, há todos os níveis de amargor e sabor, portanto é possível ir experimentando isso sabor aos poucos. Atingir o equilíbrio com o malte, define a agressividade da cerveja.  Acertar nas características de amargor, sabor e aroma do lúpulo define sua alma. São tantas as opções e ainda há o momento certo de usar! Sua adição na cerveja muda a função do lúpulo: uns se destacam pelo amargor, outros pelo sabor e aroma.

Antes da cerveja ser geladinha, ela ferve! Nesse momento ainda não temos “cerveja” e sim mosto, que é colocado para ferver por no mínimo uma hora e o lúpulo de amargor é adicionado. Quanto mais tempo o lúpulo for fervido no mosto, mais amargor vai entregar à futura cerveja. Nos últimos trinta minutos a função do lúpulo é dar sabor e nos últimos quinze, aroma.

Mas para deixar aromática mesmo, bem “lupulada” e saborosa é feito uma adição de lúpulo de aroma no momento em que o mosto é resfriado e, para dar ainda mais essa sensação, após a fermentação, quando o mosto já virou cerveja e está prestes a ser envasado, a cerveja recebe uma baita carga de lúpulo de aroma! Aí sim ela é uma cerveja lupulada!

Sabe o chimarrão? Pois é… É o amargo companheiro. Aprendemos desde pequeno a apreciá-lo. Agora depois de adulto não é nada difícil aprender a apreciar o amargor e sabor do lúpulo e, quando isso acontece, há um grande risco de se apaixonar… e foi isso que aconteceu com a galera da Farrapos, ficamos viciados em fazer cerveja boa pra você beber com tudo!

E aí, qual a sua Farrapos preferida?

Um forte quebra costela, te vejo aqui no Bolicho!